quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Basta!


Não basta ser cordial, tem que ser requintado.
Não basta ser amigo, tem que ser devoto.
Não basta ter fé, tem que ser fanático.

Não basta ser suplente, tem que ser ‘estepe’.
Não basta sorrir, tem que ser palhaço.
Não basta ser inteligente, tem que ser erudito.

Não basta ser simpático, tem que ser cativante.
Não basta ser bom, tem que ser magnífico.
Não basta ser muito, tem que ser tudo.

Não!  Basta!



(Liliana Almeida)


Nenhum comentário:

Postar um comentário